Mais de 13 mi de devotos se aglomeram em festival hindu na Índia em meio a pandemia

Foto: Rameshwar Gaur/ANI

O festival hindu Kumbh Mela, na cidade Haridwar, no distrito de Uttarakhand foi palco de uma aglomeração com mais de 13 milhões de pessoas. Segundo autoridades locais, a aglomeração vai continuar durante o período festivo e não há informações sobre ele ser reduzido.

Esse grande número de devotos se reuniu no templo de Har Ki Pauri e também nas as margens do rio ganges, na última quarta-feira (7), em meio ao susto do Covid-19. Deepak Rawat, prefeito do distrito de Haridwar, disse que o evento costumava começar em janeiro, mas devido à situação do Covid-19, o governo estadual decidiu iniciá-lo em abril desta vez.

"Por causa da situação, a duração seria reduzida. Não tenho informações sobre isso ser encurtado", disse ele.

Milhares de devotos estão se reunindo para o evento nas margens do rio Ganges para um mergulho sagrado em meio a preocupações com o aumento de casos Covid-19 em todo o país. O Kumbh Mela está sendo realizado de 1º a 30 de abril deste ano. O governo estadual disse que até as 18h, um número impressionante de 13.510.631 devotos deu um mergulho no que é considerado um dos dias "mais auspiciosos do Kumbh".

A próxima data festiva é 27 de abril. No período do evento, a região de Uttarakhand registrou seu maior pico em um único dia em casos da Covid-19, com 1.953 pessoas com teste positivo nas últimas 24 horas.

O ministro-chefe de Uttarakhand, Tirath Singh Rawat, justificou na última terça-feira (6), que não há comparação entre os eventos realizados em Nizamuddin Markaz em Delhi e Kumbh em Haridwar, já que o primeiro foi realizado em um espaço fechado, enquanto o último está sendo realizado em uma vasta área aberta.

"Não há comparação entre Markaz e Kumbh. Markaz estava em uma sala fechada. Todas as pessoas dormiam em uma única sala com contatos próximos. Eles compartilhavam cobertores. Não apenas Haridwar, Kumbh é espalhou-se de Rishikesh a Nilkanth. Devotos tomam banho em locais diferentes e em momentos diferentes ", finalizou.


*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário