Bahia registra 4 frascos de vacina quebrados, mas estado não 'perderá' doses; entenda

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A Bahia registrou quatro episódios em que frascos de vacinas contra a Covid-19 foram quebrados. O estado pode ter perdido até 40 doses do imunobiológico, a depender da fabricante. A Secretaria da Saúde (Sesab) divulgou apenas a informação de que até o momento contabilizou quatro ampolas quebradas, mas não especificou de que vacina se tratava.

Cada frasco da Coronavac contém 10 doses, enquanto a ampola da vacina da Astrazeneca contém cinco, e a da Pfizer seis. Considerando a diferença de conteúdo dos três tipos de vacina administradas na Bahia, não é possível definir o número de doses perdidas de forma exata.  

Apesar do "desperdício", a possibilidade de contratempos deste tipo já é prevista pelo Ministério da Saúde e há um protocolo já definido nesse sentido.

Em cada lote que é enviado aos estados, 5% das doses das vacinas são reservadas para o caso de perda técnica. Além da quebra de frascos, a reserva também substitui as vacinas que foram expostas a temperaturas que não são as recomendadas na bula.

A Sesab explica que diante desses imprevistos os municípios não saem no prejuízo. O material quebrado ou armazenado na temperatura incorreta é recolhido e a secretaria estadual repõe o frasco ou doses perdidas e notifica o Ministério da Saúde. A pasta federal, por sua vez, entra em contato com fabricante e solicita a reposição daquela dose.


*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário