Responsáveis pela construção da ponte Salvador-Itaparica se reúnem com governo da BA para discutir início de obras

 Foto: Reprodução/TV Bahia

Executivos dos grupos chineses CRCC Investimento Latino-América e CR20 Brasil, responsáveis pela construção da ponte Salvador-Itaparica, se reuniram com o governo da Bahia nesta última quarta-feira (5), para tratar da preparação para o início das obras. A informação é do governo estadual.

Eles também falaram sobre novos investimentos da China na Bahia. Sobre a ponte, a expectativa é de que o início da construção ocorra até o final deste ano.

Sobre os investimentos, a Secretaria De Desenvolvimento Econômico (SDE) informou que foi debatido uma possível duplicação da BA-001, até Santo Antônio de Jesus, além investimentos da China em energias renováveis e na área imobiliária.

Além disso, a Secretaria Do Planejamento (Seplan) estuda elaborar um estudo minucioso, em parceria com a SDE para a construção de um centro industrial em Jaguaripe, e intervenções em Valença e em outros município do recôncavo e baixo sul da Bahia.

Participaram da reunião o governador Rui Costa, o vice-governador o secretario da Seplan, João Leão, e o secretário da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Marcus Cavalcanti, além dos empresários Tian Xiao Yu, diretor Geral da CRCC na América Latina, e Shao Xiaohui, diretor Geral CR20 no Brasil.

Ponte

Prevista para começar a ser construída ainda em 2021, a Ponte Salvador - Ilha de Itaparica terá 12,4 km de extensão. O prazo de conclusão da obra é de quatro anos. De acordo com a assessoria da CCCC SOUTH AMERICA, a ponte Salvador-Itaparica poderá ser considerada a maior ponte sobre lâmina d’água da América Latina, já que a Ponte Rio-Niterói, tem 13,2 km, mas contabiliza a parte por terra.

O leilão para a construção e administração da ponte foi feito em dezembro de 2019. Na ocasião, um consórcio com três empresas chinesas venceu a disputa. O consórcio é formado pelas empresas China Railway 20 Bureau Group Corporation – CR20; CCCC South America Regional Company S.Á.R.L – CCCC SOUTH AMERICA e China Communications Construction Company Limited – CCCCLTD.

O contrato entre o consorcio e o governo do estado para a construção da ponte foi assinado em novembro de 2020. De acordo com o governo, a concessão do projeto executado por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) será de 35 anos. O investimento será de R$ 5,4 bilhões e o aporte do Estado será de R$ 1,5 bilhão. O governo informou que a estimativa é que sejam gerados sete mil empregos durante a construção do equipamento e cerca de 100 mil postos de trabalho em 30 anos.

O equipamento está incluso no Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador, por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa, e a interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário