'Se o parlamento aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022', diz Bolsonaro

Foto: Reprodução / Facebook

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que, caso o Congresso brasileiro aprove o voto impresso, em 2022 a medida já será tomada. Bolsonaro participou de live nas redes sociais, nesta última quinta-feira (6).

"[Luís Roberto] Barroso [presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)] é o homem da verdade. Não pode ser contestado. Ninguém aceita mais esse voto que está aí. A única republiqueta que aceita é a nossa. Se o parlamento brasileiro aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022. Se não tiver, é sinal que não vai ter eleição. Respeito o parlamento. Devemos aprender a respeitar, por mais que não goste de alguns dispositivos, temos que respeitar. Quem for contra ou acredita em Papai Noel ou está do lado do Barroso", disse. 

O presidente confirmou também que irá promover passeio em Brasília no domingo (9). "Conseguimos despistar a imprensa. Ela só vai trabalhar. Querem pegar furo meu. Se eu tirar a máscara. Vou dar o meu passeio de moto, os motociclistas querem ir. São muitas motos. Todos têm o direito de ir e vir", comentou. 

Bolsonaro também citou a possibilidade de "baixar um decreto com os incisos 5º da Constituição". "O Supremo não vai de encontro. Se fizer, o decreto vai ser cumprido. Tenho certeza que vai. O artigo 5º da Constituição não pode nem deve ser alterado. Ninguém pode ser contra. Alguns governadores e prefeitos estão fazendo isso. Será que terei que fazer isso? Direito de culto, de ir e vir. É complicado viver nesse país", disse.


*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário