Com lista de 18 escolas com casos de Covid, professores das particulares votam indicativo de greve nesta terça

Foto: Reprodução Colégio Antônio Vieira/Metro1

O Sindicato dos Professores no Estado da Bahia (Sinpro-Ba) recebeu, até então, denúncias de 18 escolas com casos de Covid-19. De acordo com o documento do sindicato que o Metro1 teve acesso, 71% desses diagnósticos se referem a estudantes. Com essas informações, uma assembleia reúne a categoria nesta terça-feira (1º), às 17h30, para decidir greve.

Essa é a segunda reunião com indicativo de greve do Sinpro-Ba. Em assembleia realizada no dia 24 de maio, os professores da rede particular de ensino decidiram por não decretar greve com a justificativa de que as aulas remotas devem continuar sendo realizadas. Dessa vez, o coordenador geral do sindicato, Allysson Mustafa, acredita que o posicionamento pode mudar.

“A ocupação das UTIs já está em 82%, da pediátrica em 76%. Tem uma situação acima do que a prefeitura estabeleceu como limite, o que leva a uma tendência a decretar greve, mas envolve medo, seja pela iniciativa privada e o setor público”, diz Mustafa.

Os nomes das escolas não foram divulgados pelo sindicato.


Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário