EUA autorizam envio de 3 milhões de doses da vacina da Janssen ao Brasil

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, FDA, aprovou neste último sábado (12) o envio de 3 milhões de doses da vacina da Janssen ao Brasil. A previsão é a de que os imunizantes cheguem nesta terça-feira (15) ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Nesta quinta-feira (10) a Johnson & Johnson anunciou que a agência reguladora dos Estados Unidos aumentou de três para quatro meses e meio o prazo de validade da vacina contra Covid-19 da Janssen.

Segundo o Ministério da Saúde, as vacinas serão distribuídas para as capitais por conta da logística e têm validade até o dia 27 de junho, mas a Anvisa estuda prorrogar esse prazo, acompanhando a FDA.
Como este imunizante é aplicado em dose única, uma aplicação da vacina da Janssen equivale a duas doses das demais vacinas que estão sendo aplicadas no Brasil (Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca).

O que já se sabe sobre o imunizante da Janssen e o acordo feito com o Brasil:

Total de doses: O acordo entre a farmacêutica e o governo é de um total de 38 milhões de doses a serem entregues no segundo semestre.

Capitais: Por causa da validade curta do lote de 3 milhões, o Ministério aconselha que os estados apliquem as vacinas do lote antecipado somente nas capitais e de maneira rápida.

Desembarque: O carregamento deverá chegar pelo aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Na terça-feira (8), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou durante o seu depoimento à CPI da Covid que o lote com as de doses da Janssen tem validade até 27 de junho, que consultou os conselhos de saúde antes de aceitar a remessa e que o país corria o risco de perder as vacinas se houvesse demora no posicionamento do FDA.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário