Ministério da Saúde diz que doses da vacina da Janssen não serão enviadas ao Brasil nesta semana

Foto G1

O Ministério da Saúde informou nesta última quinta-feira (17) que o lote com 3 milhões de doses da vacina da Janssen contra a Covid-19 não vão chegar nesta semana. A expectativa, agora, é para a remessa na próxima semana, mas ainda sem data prevista.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, por trás dos atrasos estão "questões regulatórias nos EUA".

Os 3 milhões de doses são uma antecipação de parte do total de 38 milhões de doses compradas pelo governo federal. Em março, quando o contrato foi anunciado, a previsão era a entrega de 16,9 milhões de doses no 3º trimestre e outras 21,1 milhões de doses no quarto trimestre de 2021.
A antecipação de parte das doses foi anunciada por Queiroga no começo do mês. Naquele período, havia preocupação com o prazo de validade das doses, que acabou ampliado.

O contrato da Janssen prevê também o valor de US$ 10 por dose, e um pagamento US$ 95 milhões na primeira parcela.

Expectativa de chegada
Na quarta-feira, ao ser questionado sobre o recebimento dos lotes, que deveriam ser recebidos nesta quarta-feira (16) no país, o ministro não confirmou uma nova data. "A confirmação eu só darei a vocês quando as doses embarcarem dos Estados Unidos", afirmou.

Inicialmente, o governo federal informou que os lotes chegariam entre domingo (13) e terça-feira (15), o que não ocorreu. Ainda na terça, Queiroga também foi questionado sobre o recebimento dos lotes. "Ainda não sei detalhes. Mas quarta deve chegar", disse, na ocasião.

No mesmo dia, o Ministério da Saúde divulgou uma nota afirmando que "aguarda confirmação da data por parte do laboratório, mas a expectativa é de que as doses cheguem ainda esta semana ao país em três remessas".

Prazo de validade ampliado
A chegada das doses da Janssen impactam nas estratégias de vacinação de todo o país. Isto porque os lotes terão prazo de validade até agosto.

A validade inicialmente considerada pelo governo federal era de até 27 de junho. No entanto, uma avaliação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) identificou que os imunizantes podem ser utilizados até 8 de agosto, desde que armazenados em temperatura de 2° a 8°C.

Como o imunizante é aplicado em dose única, uma aplicação da vacina da Janssen equivale a duas doses das demais vacinas que estão sendo aplicadas no Brasil (Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca).


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário