Próximo dos 463 mil óbitos por Covid, Brasil confirma Copa América daqui a doze dias

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro confirmou a realização da Copa América no Brasil. A decisão saiu pouco antes das 18h e foi publicada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Ramos, no seu Twitter. Quatro estados vão receber os jogos que começam no dia 13 de junho: Mato Grosso, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal.

No caso da Bahia, o governador Rui Costa já havia afirmado que não aceitaria a realização da Copa na Bahia, uma vez que a Arena Fonte Nova, em Salvador, está sendo usada como hospital de Campanha contra a Covid-19.

Segundo a Conmebol, o diferencial é que as seleções só vão poder jogar depois que a delegação for vacinada. Das 10 seleções do continente, sete chegaram a receber a primeira dose, mas até o início da competição, em 13 de junho, não vai dar tempo de tomar a segunda dose.

No caso do Brasil, Peru e Colômbia, nem a 1ª dose foi aplicada ainda. Só no dia 9 de junho os brasileiros vão poder tomar o imunizante, depois que jogarem contra o Paraguai lá em Assunção, por outra competição, que é a Eliminatória pra Copa do Mundo de 2022.

O país vai receber a Copa após a Argentina ter recusado ser sede devido ao recrudescimento da pandemia. O Brasil, no entanto, é o segundo país, atrás apenas dos Estados Unidos, em número de mortes por conta da Covid-19. De acordo com o último boletim divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa, o país se aproxima de 463 mil óbitos pela doença.  


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário