Após dois anos de queda, Brasil volta a registrar aumento de mortes violentas

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Após uma tendência de queda, o Brasil teve aumento de 4% nas mortes violentas intencionais em 2020, de acordo com o 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta (15).

Foram 50.033 vítimas no ano passado, cujo perfil segue o mesmo padrão de levantamentos anteriores: 76,2% negros, 54,3% jovens e 91,3% do sexo masculino. Ainda segundo a pesquisa, 78% das mortes intencionais foram com emprego de arma de fogo.

Em 2020, entretanto, a taxa apresentou um repique e chegou a 23,6 casos por 100 mil habitantes. Por mortes violentas intencionais, entende-se a soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais em serviço e fora.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário