Corpo de Lázaro Barbosa é retirado do IML dois dias após a morte, diz funerária

Foto: Montagem / Divulgação SSP Goiás

O corpo de Lázaro Barbosa, de 32 anos, foi retirado do Instituto Médico Legal (IML) nesta quarta-feira (30), dois dias após após a morte em confronto com a PM em Águas Lindas de Goiás. Ele foi procurado por 20 dias seguidos. Cerca de 270 policiais de uma orça-tarefa participaram das buscas nas matas de Cocalzinho.

A funerária que retirou o corpo disse que ele foi levado para Brasília (DF), onde será preparado para o enterro. Uma tia de Lázaro informou que ele seria enterrado ao lado do irmão em Cocalzinho de Goiás.

Um advogado que ajudou a família de Lázaro contou que a data e o local do enterro não serão divulgados para a segurança e privacidade dos familiares.

A morte do fugitivo aconteceu na segunda-feira (28) após buscas que duraram 20 dias com a participação de mais de 270 policiais. Ele foi baleado durante confronto com a Polícia Militar.
O secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, explicou que a morte de Lázaro não encerra todas as investigações sobre o caso.

"São 30 crimes que são de autoria confirmada dele. Temos oito em aberto, já com todos os indícios que foi ele que cometeu. Temos agora que ver se ele estava indo sozinho, se tem algum coautor nesses crimes ou algum mandante", disse.

O secretário de Segurança Pública explicou que a morte de Lázaro não encerra todas as investigações sobre o caso.

"São 30 crimes que são de autoria confirmada dele. Temos oito em aberto, já com todos os indícios que foi ele que cometeu. Temos agora que ver se ele estava indo sozinho, se tem algum coautor nesses crimes ou algum mandante", disse.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário