'Não acho adequado', opina Rui Costa sobre evento-teste com 500 pessoas em Salvador

 Foto: Reprodução / Internet

O governador da Bahia, Rui Costa, disse na noite desta última terça-feira (6) que não acha adequado a realização do evento-teste para 500 pessoas em Salvador, anunciado pela prefeitura da capital baiana, previsto para acontecer no dia 29 de julho.

"Eu ainda não conversei com o prefeito, falei com ele hoje por telefone, mas não falamos nesse assunto, mas vou falar com ele. Não me parece que é o momento de fazer evento-teste", disse o governador.

"Se acabamos de pedir para que as pessoas não façam eventos juninos, como é que agora vamos juntar 500 pessoas ou mil pessoas para fazer um evento-teste? Então não acho adequado, a mensagem não é boa nesse momento", argumentou.
Rui Costa afirmou que este é o momento de voltar atividades consideradas essenciais, como a educação e que vai aguardar a redução dos casos de Covid-19 para liberar a realização de eventos.
"Nesse momento precisamos voltar progressivamente com aquelas atividades essenciais como educação, que é uma atividade essencial a vida humana, e deixando um pouco para depois atividades que não sejam tão essenciais", opinou.

"Acho que eventos podem aguardar um pouco mais, a gente reduzir ainda mais o número de casos, para a gente começar a fazer eventos. Essa é a minha opinião, inicialmente o que eu conversei com o prefeito informalmente e a gente vai fazer um anúncio coletivo".

O governador ainda avaliou a possibilidade de analisar a possibilidade de realizar eventos de pequenos porte, mas disse que colocar entre 500 e 5 mil pessoas em um local é arriscado nesse momento.

"Eventualmente fazer liberações progressivas, é isso que está conversado, para a gente chegar a liberar eventualmente eventos de maior porte na frente. Podemos avaliar eventos pequenos agora, que reúna poucas pessoas, mas eventos de 500, mil, cinco mil pessoas, eu acho que é muito arriscado nesse momento", afirmou.

Evento-teste em Salvador
A prefeitura de Salvador informou na segunda-feira (5) que fará o primeiro evento-teste para a retomada do setor de entretenimento na capital baiana, no dia 29 de julho.

Segundo a prefeitura, o primeiro evento, que será no Centro de Convenções de Salvador, terá público de 500 pessoas que já tenham recebido pelo menos a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

A prefeitura informou ainda que um segundo evento-teste será feito com um público maior, em uma das três ilhas de Salvador.

De acordo com a prefeitura, os eventos ainda estão em fase de planejamento e dependem das taxas de ocupação de leitos de UTI para pacientes com coronavírus na capital baiana.

No dia 21 de junho, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, revelou em coletiva que a prefeitura estava organizando um evento-teste para o próximo mês de julho, tendo em vista a retomada da realização de festa e outras cerimônias na capital baiana.

No entanto, horas depois, a prefeitura enviou uma nota dizendo que a realização do evento-teste só deveria acontecer quando o cenário da Covid-19 permitir.

Na oportunidade, a prefeitura explicou que o evento-teste não teria relação com o Réveillon e o Carnaval, que são eventos de rua, com grandes aglomerações e ainda não possuem previsão de protocolo para serem realizados, pois têm características contrárias a todas as recomendações sanitárias de enfrentamento ao coronavírus.

A prefeitura disse que a realização do experimento deve contribuir para a avaliação geral e aprovação de um futuro protocolo para a retomada gradual e responsável do setor de eventos, atividade de extrema importância para a cidade e que está paralisada há mais de um ano.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário