Pela primeira vez na história, Bahia registra mais óbitos e menos nascimentos em um semestre

Foto: Gilson Abreu / ANP

Estatísticas da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen) apontam que, pela primeira vez em toda a Bahia, foi registrado mais mortes e menos nascimentos em um único semestre. Os dados são inéditos desde o início da série histórica, em 2003.

Até o final de junho, os cartórios do estado registraram 52.834 mortes de todo tipo de natureza, número 22% maior do que o ocorrido no mesmo período do ano passado. Quando comparado com 2019, ano anterior à pandemia, o aumento no número de mortes foi de 18,4%. Os dados são compilados pelos cartórios desde 2003.
Com relação aos nascimentos, até o final do mês de junho foram registrados 89.960 nascimentos, número 18% menor que a média de nascidos no estado desde 2003, e 2% menor que no ano passado. Com relação a 2019, ano anterior à chegada da pandemia, o número de nascimentos caiu 13% na Bahia.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário