Pesquisadores baianos realizam pesquisa sobre uso do oxigênio no contexto da Covid-19

Foto: Divulgação

Pesquisadores de universidades baianas, dentre elas a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), publicaram o artigo Oxigênio no contexto da Covid-19: O que sabemos sobre a molécula que respiramos e o papel central da química, na última edição da Revista Química Nova, o mais importante periódico científico, em língua portuguesa do Brasil e da América Latina.

A pesquisa apresentou uma importante revisão literária sobre a química do gás oxigênio para uso hospitalar em intubação nos casos mais graves de tratamento da Covid-19. A ausência do oxigênio hospitalar provocou mortes em Manaus e desabastecimento em cidades do Norte e Nordeste, e trouxe a molécula do oxigênio - O2 - para o centro das preocupações da sociedade, naquele período anterior a vacinação em massa contra o novo coronavírus.
O artigo mostrou uma “sistematização de uma série de informações técnicas e científicas sobre o oxigênio, tais como produção industrial e emprego em saúde, e como se dá a mensuração da sua concentração na corrente sanguínea, procurando assim contribuir para a melhor compreensão do tema, proporcionando mais conhecimento geral sobre o oxigênio no contexto da Covid-19, somando-se ao empenho da comunidade química brasileira na disseminação de informações científicas no âmbito da pandemia, em particular sobre a molécula que respiramos”.

A pesquisa trouxe ainda uma análise sobre o processo de tomada de decisões governamentais para tornar mais célere as ações por parte das entidades públicas de saúde, bem como uma gestão mais adequada dos recursos financeiros, envolvidos na produção de gás hospitalar, para responder com eficiência as necessidade de urgência como a apresentada no transcurso da crise de tratamento hospitalar do Covid-19.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário