Governador da Bahia diz que pode abrir mão da Sputnik V após impasse com Anvisa

Foto: Reprodução

A demora para obter a autorização junto a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para poder importar a vacina Sputnik V pode inviabilizar a compra do imunizante russo pelo Consórcio Nordeste. O governador Rui Costa (PT) disse durante o Papo Correria que irá se reunir, ainda esta semana, com os governadores do Consórcio Nordeste para tomar uma decisão sobre a compra. Com o avanço da vacinação, a compra da vacina russa perdeu importância.

Além disso, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga declarou recentemente que o Brasil não precisa da Sputnik. “Caso a Anvisa e o Ministério da Saúde continuar colocando barreiras, não faz sentido comprar a Sputnik. Compramos no primeiro semestre”, disse Rui. "Faremos uma nova reunião essa semana. Conversei com o presidente do Consórcio Nordeste essa semana para tomar uma decisão, dada os sucessivos obstáculos da Anvisa e a própria declaração do ministro”, completou Rui.
O governador esclareceu que nenhum valor foi pago para a empresa russa, porque a condição de pagamento no contrato é a entrega da vacina juntamente com a autorização da Anvisa, coisas que ainda não aconteceram.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário