Com 22 objetos espaciais encontrados, baianos participam de desafio da Nasa

Reprodução

O grupo Astrônomos Amadores da Bahia (AAB) participa da segunda edição do Desafio Caça Asteroides, iniciativa da International Astronomical Search Collaboration (IASC), programa de ciência cidadã da Agência Espacial Americana (NASA). As observações são feitas de modo virtual, através de uma plataforma com dados concedidos pela própria NASA aos participantes.

A ideia do projeto é que pessoas de todo o mundo pudessem colaborar com a descoberta de novos asteroides. A NASA ofereceu treinamento para os participantes com engenheiros da própria agência.

O grupo baiano de astronomia amadora surgiu em 2017 e já reúne cerca de 200 membros, dentre observadores e estudiosos, segundo Alessandro Oliveira, participante do grupo. Estão inscritos no Desafio Caça Asteroides apenas seis membros, que já encontraram 22 objetos preliminares para serem analisados pela NASA.
As inscrições para a edição deste ano do desafio já foram encerradas, mas para o próximo ano são esperadas novas mil vagas abertas, segundo informações do site de inscrição no projeto.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário