Queiroga compara máscara a camisinha: 'Diminui doenças, mas vou fazer lei pra obrigar o uso?'

Reprodução

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a afirmar nesta última sexta-feira (8) que é contra a obrigatoriedade do uso de máscaras. Repetindo argumentos já defendidos anteriormente, Queiroga afirmou que, em relação às máscaras, "o cuidado é individual e o beneficio de todos".

"Mas lei que querem obrigar o uso, é ineficaz. As pessoas precisam se conscientizar", disse Queiroga.

Para justificar seu ponto de vista, fez ainda uma nova comparação:
"O nosso problema não é mascara, são narrativas que não se sustentam. Por exemplo, preservativo, diminui doenças mas vou fazer uma lei pra obrigar o uso?", disse Marcelo Queiroga.

"Todos sabem o que estou fazendo aqui, na minha gestão a pandemia diminuiu, é trabalho de todos nos, inclusive de vocês da imprensa que passa informações", completou Queiroga.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário