Sesab divulga novas orientações para visita a pacientes e acompanhamento de gestantes

Foto: Divulgação / Sesab

Nesta última quinta-feira (7), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) publicou novas orientações para acompanhantes de grávidas e visitas a pacientes internados em unidades da rede SUS. Veja mais detalhes abaixo:

Assistência a gestantes
Por meio de nota técnica, a secretaria retirou a restrição de idade para acompanhantes de gestantes/puérperas, nos casos em que está prevista a presença de acompanhantes. No entanto, continua restrito a apenas um o número de acompanhantes por grávida.

Está permitida a presença de acompanhantes durante a evolução do trabalho de parto, desde que seja respeitado o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas presentes na sala, incluindo a equipe de saúde e outras parturientes.
Durante toda a internação, o acompanhantes deve estar sem sintomas gripais nem contato com pessoas com sintomas gripais nos últimos 14 dias.

O acompanhante deve utilizar máscara durante toda a internação e deverá ser orientado com relação aos cuidados gerais de higienização. Para pacientes com menos de 18 anos, o acompanhante deve ser o pai, a mãe ou responsável legal.

Em alojamento conjunto, só será permitido acompanhante em condições específicas do recém nascido ou da puérpera, que impossibilitem o autocuidado ou o cuidado com o recém nascido, mulheres submetidas parto cesariano ou menores de idade.

Visitas à pacientes não-Covid
Serão permitidos dois visitantes por paciente internado, por no máximo 1 hora, com alternância de horários, em enfermarias e unidades fechadas como UTIs, Centro de Recuperação Pós Anestésico, semi-intensiva e sala de estabilização, desde que seja mantida uma distância mínima de 1,5 m entre pacientes, visitantes e trabalhadores.

Os visitantes não podem ter sintomas gripais, nem terem tido contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 nos últimos 14 dias.

As visitas permanecem suspensas em todas as unidades de internação adultos e pediátricos com pacientes com diagnóstico suspeito ou confirmado de Covid-19.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário