Ministério da Saúde inicia 'megavacinação' para imunizar 21 milhões com 2ª dose atrasada

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde inicia neste sábado (20) uma "megavacinação" para tentar atrair os 21 milhões de brasileiros que não voltaram para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19. A maior parte desse público é jovem. Para dar visibilidade à ação, a pasta federal promove eventos simultâneos nas cidades de São Paulo, Manaus, Curitiba, Salvador, Brasília e Rio de Janeiro. Embora 157 milhões de pessoas já tenham tomado ao menos uma dose de algum imunizante, 21 milhões não retornaram para a segunda na data prevista, segundo a pasta. Sem ela, a imunização não está completa. As informações são do portal UOL.

Para chegar ao cálculo, o governo considerou quem não recebeu a segunda dose 30 dias após a data de retorno prevista para a CoronaVac e 90 dias para a AstraZeneca e Pfizer.

A principal razão para não voltarem aos postos, supõe o ministério, é o temor em relação aos efeitos adversos provocados pelos imunizantes, como febre e dor na região do braço em que a injeção é aplicada.
Com o dia D marcado para hoje, a pasta afirma que "os postos de saúde funcionarão no fim de semana e com horários estendidos entre 20 e 26 de novembro", sem necessidade de agendamento.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário