Polícia confirma que Marília Mendonça morreu de politraumatismo, após queda de avião

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil de Minas Gerais confirmou nesta última quinta-feira (25) que a cantora Marília Mendonça morreu após ter sofrido um politraumatismo, provocado pela queda do avião onde ela estava com mais quatro pessoas no dia 5 de novembro. 

O laudo das outras vítimas, o piloto Geraldo Medeiros; o copiloto Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, foi o mesmo: politraumatismo contuso. O diagnóstico foi realizado pelo médico-legista Thales Bittencourt de Barcelos.
 
A informação significa que todos os ocupantes da aeronave morreram depois que ela se chocou com o chão. A PC trabalha com as hipóteses de que as linhas de transmissão de uma torre da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) teriam provocado o acidente ou que os motores tenham entrado em pane. A primeira é a mais provável, indicou o delegado Ivan Lopes Sales.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário