Em operação, três pessoas são presas por furto de energia

Foto: Divulgação/Coelba

O combate às ligações clandestinas de energia elétrica segue acontecendo em todo o Estado. Em operação realizada na terça-feira (15), no município de Cafarnaum, pela Neoenergia Coelba e a Polícia Civil, três pessoas foram presas por furto de energia. Uma força-tarefa da distribuidora também atua na cidade de Barreiras, onde, em 8 dias, já identificou cerca de 100 unidades consumidoras com ligações ilegais.

Os três detidos em Cafarnaum eram produtores agrícolas que estavam fraudando o consumo de energia elétrica através de desvio realizado antes da medição. No total, participaram das fiscalizações 25 técnicos, engenheiros e eletricistas da Neoenergia Coelba e 11 agentes da Polícia Civil.

No Oeste da Bahia, a empresa está dando prosseguimento à operação especial com o Grupo de Ação Anti-Perdas (GAAP), que iniciou as atividades em janeiro no município de Luís Eduardo Magalhães. Desde o último dia 07, a distribuidora já realizou mais de 300 fiscalizações na cidade de Barreiras, identificando, autuando e regularizando unidades residenciais, bares, restaurantes, padarias e academias da cidade. A energia recuperada até o momento seria suficiente para abastecer todo o município de Irecê durante 15 dias.

A distribuidora ressalta que cerca de R$ 900 mil referentes a impostos deixariam de ser recolhidos devido a atuação fraudulenta nas unidades flagradas.

Crime e denúncias
A Neoenergia Coelba reforça que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até oito anos de reclusão. Além de ilegal, a prática também coloca a vida da população em risco e prejudica o fornecimento da região, podendo ocasionar interrupções nas localidades.

Por isso, é importante a denúncia de fraudes e furtos de energia. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do telefone 116 ou pelo site.


*Bahia.ba

Nenhum comentário:

Postar um comentário