Petrobras diz que não pode antecipar decisões sobre preços dos combustíveis

Foto: Divulgação

A Petrobras afirmou nesta última sexta (18) que não pode antecipar "decisões sobre manutenção ou ajustes de preços", indicando que os preços dos combustíveis não devem sofrer novos ajustes no curto prazo.

No dia 11, em meio à disparada dos preços internacionais do petróleo, a Petrobras reajustou o preço da gasolina em 18,8%, e o do diesel, em 24,9%. O gás de cozinha ficou 16,1% mais caro. No início da mesma semana, o preço do barril se aproximou dos US$ 140.

Os reajustes, pressionados pela alta internacional do petróleo devido à guerra na Ucrânia, têm sido alvo de críticas da população e do governo – que cobra uma redução após o recuo dos preços do barril esta semana.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário