Presidente ucraniano suspende 11 partidos de oposição por supostamente serem pró-Rússia

Foto: Reprodução / Twitter

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse ontem que instruiu seu governo a suspender a atividade de 11 partidos políticos de esquerda pelo que ele descreveu como "laços" com o governo russo.

Segundo o Uol, em discurso publicado no domingo em sua página no Telegram, Zelensky afirmou que o Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia decidiu suspender a atividade dos partidos sob a lei marcial."Dada a guerra em grande escala travada pela Federação Russa e os laços de algumas estruturas políticas com esse Estado, qualquer atividade de vários partidos políticos durante a lei marcial está suspensa", disse ele.

As organizações são conhecidas por compartilhar algumas posições com Moscou ou ter plataformas de inclinação russa. Um dos partidos da lista, o Opposition Platform-For Life, é liderado por Viktor Medvedchuk, um empresário com laços pessoais com o presidente russo, Vladimir Putin. Outros na lista incluem o Partido Shariy e o Partido Socialista da Ucrânia.
Zelensky disse que o Ministério da Justiça foi "instruído a tomar imediatamente medidas abrangentes para proibir as atividades desses partidos políticos da maneira prescrita". "Qualquer atividade de políticos que vise dividir [o território ucraniano] ou colaborar [com a Rússia] não terá sucesso", disse ele. "Mas vai ter uma resposta dura", completou.  

No início de fevereiro, antes do início da invasão em larga escala da Rússia pela Rússia, Zelenskyy havia desligado ligou três redes de televisão que, segundo ele, espalhavam "propaganda" financiada pelo Kremlin. 


*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário