Festejos juninos são cancelados no município de Presidente Tancredo Neves, no baixo sul da Bahia

Foto: Augusto César Gomes

A prefeitura de Presidente Tancredo Neves, no baixo-sul da Bahia, anunciou em suas redes sociais, neste último sábado (18), o cancelamento dos festejos de São João. A decisão foi tomada após o Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendar que o município cancelasse o evento por conta dos gastos que seriam custeados pela prefeitura.

A cidade foi uma das 164 da Bahia que decretaram situação de emergência por conta das chuvas no final de 2021.

Em nota, a prefeitura afirma que propôs a manutenção da festa com a redução de mais de 60% dos gastos inicialmente previstos. A proposta era que a diminuição da verba deixasse o evento com custo de R$ 1.366.245,00

"Considerando os precedentes judiciais em cidades em condições similares, bem como, o entendimento que vêm sendo adotado pelo STJ, e visando evitar o emprego de dinheiro público de maneira irreversível na contratação de itens essenciais a realização dos festejos, sem qualquer segurança de sua realização, o prefeito Antonio dos Santos Mendes ( Toin do Bó), acatará a recomendação ministerial e cancelará as festividades juninas no município."
Festas canceladas em outras duas cidades
Presidente Tancredo Neves é a terceira cidade na Bahia a cancelar os festejos juninos. A primeira foi Serra Dourada, na região oeste, onde a medida teve objetivo de evitar o aumento dos casos de Covid-19.

Foi estabelecido no município toque de recolher de 0h às 5h, em todo o município, com exceção para quem trabalha nas áreas de segurança e saúde, em horário de trabalho, para compra de medicamentos ou deslocamentos a unidades de saúde.

Em seguida foi a vez de Wenceslau Guimarães, cidade no baixo sul da Bahia, que, assim como Presidente Tancredo Neves, cancelou os festejos do São João após pedido de cancelamento feito pelo Ministério Público.

De acordo com o MP, a cidade está em estado de emergência por causa das chuvas de dezembro de 2021, mas tinha a previsão de gastar mais de R$ 1,2 milhão com a festa.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário