Instituto Butantan vai importar 8 mil litros de IFA para produzir 10 milhões de doses da Coronavac para crianças de 3 e 4 anos

Foto: PAULO LOPES/BW PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), afirmou nesta última quarta-feira (20) que o Instituto Butantan vai voltar a importar Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da China para iniciar a retomada da produção da vacina Coronavac em solo brasileiro.

Segundo o Palácio dos Bandeirantes, serão importados 8 mil litros do produto da farmacêutica Sinovac para a produção de 10 milhões de doses do imunizante. As vacinas serão destinadas à vacinação de crianças de 3 e 4 anos contra a Covid-19.
 
A aplicação nessa faixa-etária foi aprovada por unanimidade pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária na última quarta-feira (13). A previsão do governo paulista é que as novas vacinas comecem a ficar prontas já no mês de agosto.
"Tomamos essa decisão hoje, antes mesmo da inclusão no PNI (Programa Nacional de Imunizações), para que a gente tenha vacina suficiente para vacinar as crianças de São Paulo e colocá-las à disposição do Ministério da Saúde para vacinar as crianças do Brasil. A importação deve levar algumas semanas para que, se possível, no mês de agosto, a gente tenha essas vacinas disponíveis e poderemos começar a imunização dessas crianças”, disse Rodrigo Garcia.

"São Paulo vai usar os recursos da Fundação do Instituto Butantan pra fazer essa importação, acreditando que o Ministério da Saúde fará a aquisição das vacinas. Se a gente ficar aguardando inclusão no PNI pra fazer essa aquisição, nós vamos perder semanas preciosas", declarou o governador, que é candidato à reeleição no pleito de outubro.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que, caso o Ministério da Saúde não faça a compra dos imunizantes que serão produzidos, São Paulo irá vacinar as crianças do estado com essas doses.

O governo paulista diz que as 10 milhões de doses são suficientes para vacinar todas as crianças brasileiras dessa faixa etária com a 1ª dose do imunizante.

Mudança de orientação
A nova orientação do governo paulista acontece um dia depois de Garcia ter declarado que o Instituto Butantan aguardava a inclusão da Coronavac no Programa Nacional de Imunização (PNI) para iniciar a produção ou importação de nova leva da vacina.

"O Butantan nos informa não tem estoque da CoronaVac e que aguarda a inclusão dessa vacina no PNI dessa vacina para crianças de 3 a 5 anos para que ele possa acionar o laboratório parceiro, trazer as vacinas, envasar e distribuir para todo o Brasil. O início desse processo vai se dar com a inclusão oficial da CoronaVac para vacinar crianças de 3 e 5 anos no PNI", disse Garcia na terça (19).

O Instituto Butantan é fornecedor da CoronaVac para todo o Brasil. Só no estado de São Paulo são 1,1 milhão de crianças nessa faixa etária que agora poderiam se vacinar caso o imunizante estivesse disponível, afirmou do governador na terça (19).

De acordo com o governo paulista, mais de 6,1 milhões de crianças com faixa etária entre 5 e 11 anos já foram imunizadas no estado de São Paulo, sendo que 66,3% deste público está com o esquema vacinal completo e 86,9% foi vacinado com a primeira dose.


*G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário