IPCA: passagem aérea, pepino, diesel, leite, transporte por app: veja os 50 itens que mais subiram em 1 ano

 Foto: Daniel Dan / Pexels

A inflação acelerou em junho, atingindo 11,89% no acumulado em 12 meses até junho, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados nesta última sexta-feira (8) pelo IBGE.

A disparada dos preços segue disseminada no país, com mais de um terço (67%) dos cerca de 360 produtos e serviços pesquisados pelo IBGE registrando alta em junho.

Em 12 meses até junho, a passagem aérea assumiu a liderança entre os itens que mais subiram, acumulando um salto de 122,40%, seguida pelo pepino (95,81%) e pela cenoura (83,99%).

Os alimentos seguem dominado as primeiras colocações da lista de produtos cujos preços mais saltaram em 1 ano. Mas entre os produtos e serviços cujos preços dispararam vale destacar também o transporte por aplicativo, os combustíveis e o seguro de carro.

Entre os combustíveis, o óleo diesel foi o único que subiu em junho, passando a acumular avanço de 56,36% em 12 meses. Já a gasolina desacelerou a alta para 26,93%, contra 28,73% nos 12 meses até maio.

Veja abaixo os 50 itens que mais subiram nos 12 meses até junho:

Dados do IPCA, considerado a inflação oficial do país:
  • Passagem aérea: 122,40%
  • Pepino: 95,81%
  • Cenoura: 83,99%
  • Abobrinha: 82,99%
  • Melão: 78,37%
  • Batata-inglesa: 76,01%
  • Morango: 75,03%
  • Mamão: 74,55%
  • Tomate: 67,04%
  • Transporte por aplicativo: 62,56%
  • Café moído: 61,83%
  • Cebola: 60,39%
  • Óleo diesel: 56,36%
  • Pimentão: 48,96%
  • Manga: 46,52%
  • Seguro voluntário de veículo: 40,18%
  • Maracujá: 38,31%
  • Leite longa vida: 37,61%
  • Mandioca (aipim): 35,48%
  • Repolho: 35,23%
  • Gás veicular: 34,97%
  • Alface: 34,20%
  • Melancia: 31,18%
  • Couve: 30,23%
  • Brócolis: 30,16%
  • Farinha de trigo: 29,74%
  • Banana-da-terra: 29,72%
  • Feijão-carioca (rajado): 29,61%
  • Banana-d'água: 29,42%
  • Óleo de soja: 29,34%
  • Tangerina: 28,51%
  • Açúcar refinado: 28,35%
  • Maionese: 27,96%
  • Móvel para copa e cozinha: 27,83%
  • Gasolina: 26,93%
  • Gás encanado: 26,89%
  • Gás de botijão: 26,88%
  • Maçã: 26,74%
  • Açúcar cristal: 26,58%
  • Revista: 26,38%
  • Banana-prata: 26,27%
  • Sabonete: 25,62%
  • Milho (em grão): 25,46%
  • Macarrão instantâneo: 25,40%
  • Margarina: 25,12%
  • Fogão: 25,03%
  • Pacote turístico: 24,61%
  • Laranja-lima: 24,33%
  • Tinta: 23,96%
  • Móvel para sala: 23,63%
Fonte: IBGE


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário