Bahia registra caso de doença cerebral sem cura e descarta relação com mal da vaca louca

Foto: Divulgação/Sesab

A Bahia registrou um caso da doença de Creutzfeldt-Jacob (DCJ), conhecida como priônica, segundo a Secretaria de Saúde do estado (Sesab). O paciente está internado no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana, e apresenta um quadro clínico grave e raro.

A doença afeta uma em cada um milhão de pessoas, é degenerativa e tem progressão rápida. Segundo a Sesab, o paciente é um homem de 59 anos sem comorbidades, que foi admitido na unidade em 20 de janeiro sem coordenação para caminhar, alteração comportamental,de memória e visual, movimentos anormais e crises convulsivas.

De acordo com a médica Renata Nunes, coordenadora do serviço de neurologia do HGCA, foi descartada a suspeita da doença transmitida pelo consumo da carne bovina, conhecida como "mal da vaca louca".
Apesar disso, a evolução clínica é muito semelhante, com rápida progressão da patologia e sem opções terapêuticas disponíveis. A DCJ é uma doença sem cura e o tratamento consiste principalmente em aliviar os sintomas. A enfermidade não é contagiosa.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário