Brasil garante três finais no boxe com atletas baianos

Foto: Miriam Jeske/COB

O boxe brasileiro se classificou ao menos em três finais nos Jogos Pan-Americanos de Santiago (Chile) e ainda cravou mais duas vagas olímpicas. A baiana Tatiana Chagas disputou nesta quinta-feira (26) as primeiras semifinais, levando a melhor sobre a chilena Denisse Vilches, dona da casa, por 4 a 1, na categoria 54 quilos.

Com isso, a pugilista se classifica para luta decisiva na disputa pela medalha de ouro, além de ter assegurado vaga nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Tatiana, Bia e Keno, os três baianos, disputam a final na sexta (27), sendo a primeira luta valendo ouro de Tatiana, às 11h (horário de Brasília).

Tatiana, que foi ouro no ano passado nos Jogos Sul-Americanos de Assunção (Paraguai), disse  que a torcida contra mexeu um pouco, mas acabou motivando para vitória. “Estou feliz, mas vou ficar mais feliz ainda quando eu conquistar uma medalha olímpica, esse é meu grande objetivo”, revelou em depoimento ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).
Ontem a bicampeã mundial Beatriz Ferreira carimbou vaga olímpica ao se classificar à semifinal dos 60kg. Ela voltou a vencer nesta quinta (26) e vai disputar a segunda final consecutiva dos jogos Pan-Americanos. Natural de Salvador (BA), Bia busca o bi pan-americano.

Já Keno Marley (92kg) avançou por W.O. (sigla em inglês que significa ausência do adversário) no boxe masculino. O brasileiro lutaria a semi contra o canadense Bryan Colwell, que não passou no exame médico em razão de um corte profundo no supercílio. Por este motivo, garantiu o direito de competir pela segunda vez as Olimpíadas.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário