Menos de 5% dos detentos não retornaram aos presídios após a saidinha de Natal no Brasil

Foto: Arquivo/ Agência Brasil

Em 2023, a Justiça brasileira concedeu a 56.924 detentos o direito à saidinha de Natal. Destes, 2.741 não retornaram, referente à 4,8% do número total daqueles que receberam o benefício. 

O dado foi levantado pela Folha de S. Paulo, a partir de informações cedidas pelas secretarias responsáveis pelo sistema penitenciário de cada estado. Acre, Mato Grosso, Amazonas, Alagoas, Goiás, Paraíba, Rio Grande do Norte e Tocantins não concederam o benefício de saída. A Bahia não informou. O Pará informou que o prazo de saidinha ainda está em vigor em algumas comarcas do estado.

O Rio de Janeiro foi o estado com maior número de pessoas que não retornaram às penitenciárias (14%), seguido do Pará (12%) e do Ceará (9%). Daqueles que não regressaram, 151 (5,5%) já foram encontrados pela polícia. 
São Paulo cedeu o direito à saidinha de Natal a 34.547 presos, tendo 1.566 (5%) não retornado até então.

Nenhum comentário:

Postar um comentário