Fiocruz identifica tendência de alta em casos de síndrome respiratória aguda grave

Foto: Valter Pontes/Secom

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou uma consolidação da tendência de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em diversas regiões do país e entre todas as faixas etárias abaixo de 60 anos. A conclusão consta no novo Boletim InfoGripe.

O documento também aponta para a presença significativa do vírus influenza A, tanto em crianças quanto na população adulta, entre os casos de SRAG na cidade do Rio de Janeiro, referentes às semanas epidemiológicas 47 e 48 (de 21 a 28 de novembro e de 28 a 4 de dezembro).

O Rio de Janeiro já registra um número de contaminados 738% maior que o número de casos ativos da Covid-19 no município. Os dados são da prefeitura da cidade. 
Reportagem da CNN Brasil lembra que no boletim anterior, a Fiocruz já indicava uma tendência no aumento de casos gripais graves.

O coordenador do Boletim, Marcelo Gomes, sinaliza que o aumento, apesar de ainda ser leve, aponta para um crescimento sustentado de casos de SRAG. “Um ponto que chama atenção é que no boletim desta semana o sinal de crescimento na curva de casos em diversos estados já está com uma cara que não é apenas uma simples oscilação. É, de fato, uma tendência de crescimento real e sustentada. Esse crescimento de casos de SRAG ainda é lento, mas está se mantendo semanalmente”, alertou o pesquisador.

A matéria destaca para que o aumento de casos tem sido observado de forma mais  predominante nas faixas etárias de 0 a 29 anos. Já nas faixas etárias entre 30 e 59 anos o crescimento é relativamente mais leve. Os casos de SRAG ainda são quase que exclusivamente de Covid-19.

Apenas na faixa etária de 0 a 9 anos que os casos de vírus sincicial respiratório (VSR) predominaram em relação à Covid, destaca a reportagem. Especificamente na cidade do Rio, apesar da predominância da Sars-CoV-2 (Covid-19), os casos de Influenza A já estão tendo um considerável impacto nesse crescimento identificado.

*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário