PF conclui que navio grego causou derramamento de óleo na costa do Nordeste

Foto: Reprodução

Uma investigação da Polícia Federal chegou à conclusão de que um navio petroleiro grego foi responsável pelo desastre ambiental causado pelo derramamento de óleo que atingiu o litoral do Nordeste entre agosto de 2019 e março de 2020. O nome da empresa não foi revelado.
 
Com a conclusão do inquérito, que durou cerca de dois anos, o comandante e o chefe de máquinas do navio foram indiciados pelos crimes de poluição, descumprimento de obrigação ambiental e dano a unidades de conservação.
 
O valor inicial para o dano causado foi avaliado em R$ 188 milhões. Segundo as apurações da PF, esse foi o prejuízo dos poderes públicos federal, estadual e municipal para a limpeza das praias e oceanos. O laudo ainda será encaminhado às autoridades.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário