Maioria da bancada baiana vota a favor de urgência para PL que libera mineração em terras indígenas

Foto: Mídia Ninja

A maior parte da bancada baiana na Câmara dos Deputados votou a favor da tramitação em regime de urgência do Projeto de Lei 191/2020, que, entre outros problemas, regulariza a mineração em terras indígenas. Dos 39 deputados baianos, 22 votaram a favor, segundo o Grupo Ambientalista da Bahia (Gamba). Enquanto ocorria a votação no plenário, milhares de pessoas participavam do Ato Pela Terra contra o Pacote da Destruição, manifestação realizada em frente ao Congresso Nacional.

Eram mais de 200 organizações da sociedade civil, povos indígenas, ativistas e artistas reunidos no Ato pela Terra. No entanto, 279 deputados federais aceleraram o processo de tramitação, o que diminui as discussões sobre o projeto.

Além da mineração em terras indígenas, o chamado "Pacote da Destruição” se refere a um conjunto de projetos de lei que favorecem a grilagem de terras, a liberação de agrotóxicos e a anulação do licenciamento ambiental.
Confira os deputados baianos que votaram a favor:

Antônio Brito (União)
Adolfo Viana (PSDB)
Abílio Santana (PL)
Alex Santana (PDT)
Arthur Maia (União)
Elmar Nascimento (União)
Cacá Leão (PP)
Cláudio Cajado (PP)
Igor Kannario (União)
João Carlos Bacelar (PL)
José Nunes (PSD)
José Rocha (PL)
Leur Lomanto Júnior (União)
Márcio Marinho (Republicanos)
Mário Negromonte Júnior (PP)
Paulo Azi (União)
Paulo Magalhães (PSD)
Professora Dayane (União)
Ronaldo Carleto (PP)
Sérgio Brito (PSD)
Tia Eron (Repulicanos)
Tito (Avante)

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário