Roubos a ônibus apresentam redução de 57% no mês de fevereiro em Salvador

Foto: Jorge Cordeiro / SSP

O número de ocorrências de roubos contra ônibus em Salvador tiveram redução de 57% no mês de fevereiro em relação ao mesmo mês do ano passado. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) atribui a redução às ações de repressão e combate a roubos em coletivos realizadas por unidades especializadas e ostensivas das polícias Militar e Civil.

Entre 1 e 28 de fevereiro de 2022, quando comparado ao mesmo período do ano passado, foram registradas menos 68 ocorrências, saindo de 119 para 51 roubos. Esse é o segundo mês consecutivo de redução. Em janeiro, se comparado a 2021, houve uma queda de aproximadamente 39% nos delitos.

No acumulado do ano, somando-se os meses de janeiro e fevereiro, foram computados menos 110 roubos, uma redução de 48,5%.
O comandante da Operação Gêmeos, major Valnei Azevedo Silva, explicou que a especializada promove ações diárias para alcançar assaltantes. “É um processo que envolve as CIPMs e as inteligências”, falou o oficial, ao lembrar que a Gêmeos atua em conjunto com outras unidades responsáveis pelo policiamento ordinário nos bairros da capital baiana.

Até o dia 28 de fevereiro, 32 pessoas foram capturadas em flagrante pelo efetivo da especializada. Além da apreensão de sete armas de fogo e três brancas, também foram alcançados seis simulacros de pistolas usados para ameaçar as vítimas.

O titular do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), delegado João Roberto Cavadas, salientou que a redução foi possível graças ao trabalho integrado das forças policiais. "Com a identificação dos locais mais sensíveis, dispomos de nossas equipes para coibir os delitos", explicou o delegado.

Nos dois primeiros meses de 2022, o Gerrc autuou 24 criminosos, abriu 19 inquéritos e remeteu 10 à Justiça.

Os roubos em coletivos podem ser denunciados por meio do telefone 190 para o Centro Integrado de Comunicações (Cicom), que realizará o acionamento imediato das viaturas mais próximas, em busca dos suspeitos.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário