Violência e assédio são a principal preocupação de brasileiras, diz pesquisa

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), mostrou que a violência e o assédio são a principal causa de preocupação entre as mulheres brasileiras. O estudo foi encomendado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e ouviu 3 mil mulheres nas cinco regiões do país, entre 19 de fevereiro e 3 de março deste ano.

Apesar da maioria das entrevistadas terem respondido que a questão da igualdade de gênero no Brasil "melhorou" ou "melhorou muito" nos últimos dez anos, 80% ainda se sentem insatisfeitas ou muito insatisfeitas com a forma como as mulheres são tratadas na sociedade brasileira.

A violência e o assédio (40%), seguidos do feminicídio (26%) e da desigualdade de direitos e oportunidades entre homens e mulheres, são os principais pontos negativos. Com relação à violência, mais da metade (55%) das respondentes viram ou tomaram conhecimento sobre mulheres próximas que foram vítimas de situações de violência verbal, física ou sexual.
Mais de 80% das entrevistadas também acreditam que os casos de violência contra a mulher aumentaram durante a pandemia de Covid-19.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário