Adenovírus 41 é suspeito de ser responsável pelos casos de hepatite em crianças

Foto: José Cruz/Agência Brasill

O adenovírus 41 está em investigação como a possível causa dos casos de hepatite aguda grave em crianças. No dia 23 de abril, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que o adenovírus foi detectado em pelo menos 74 casos e, diante de testes de diagnósticos moleculares, 18 foram identificados como tipo 41. 

Conforme a CNN Brasil, a OMS afirmou que a infecção pelo adenovírus 41 não foi previamente associada à apresentação clínica descrita nos casos de hepatite infantil. 

Os adenovírus, no geral, se espalham de pessoa para pessoa e causam infecções auto limitadas, como sintomas respiratórios, podendo causar gastroenterite (inflamação do estômago ou intestinos), dependendo do vírus.
Os casos de hepatite aguda grave, de origem ainda desconhecida, foram informados pela OMS através de um alerta publicado no dia 15 de abril. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), até o momento, 348 casos prováveis foram relatados em 21 países, sendo que 26 crianças precisaram de transplante de fígado.

No Brasil, um levantamento realizado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, divulgado no último sábado 914), apontou 47 casos da doença no país, sendo que desses, três foram descartados e os demais permanecem em monitoramento.

*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário