Serviço de bordo em voos domésticos está liberado a partir deste domingo

Foto: Creative Commons/Daniel Lobo

O serviço de alimentação a bordo de aviões será liberado em voos domésticos neste domingo (22) após uma determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As companhias Gol e Azul informaram que retomarão o serviço já no domingo, enquanto a Latam voltará a oferecê-lo em 1º de junho.

A Gol disse que, no domingo, o atendimento ficará disponível em voos com origem nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos. Em 1º de junho, ele será disponibilizado em voos que saem de Brasília e Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão). A operação estará disponível em todos os voos domésticos da empresa a partir de 16 de junho.

"Seguindo as determinações da Anvisa por conta da pandemia da Covid-19, a Gol oferecia, desde dezembro de 2020, apenas água sob demanda nos voos nacionais", informou. Em voos internacionais, o serviço de bordo da companhia já havia sido retomado em novembro de 2021.
A Azul anunciou que seu serviço de bordo será retomado no domingo e seguirá sem custo adicional. A empresa também afirmou que, recentemente, voltou a oferecer atividades infantis e a possibilidade do uso de chuveiros na área internacional do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Já a Latam informou que voltará a oferecer snacks e bebidas gratuitamente em voos domésticos a partir de 1º de junho. A empresa planeja operar 542 voos domésticos por dia neste mês.

Uso de máscaras segue obrigatório
Apesar da liberação do serviço de bordo, a Anvisa manteve a obrigatoriedade do uso de máscaras em aviões e áreas restritas de aeroportos. A decisão foi tomada pela diretoria da agência na última quinta-feira (12).

Na liberação do serviço de bordo, a Anvisa orientou que o atendimento seja o mais breve possível para não prejudicar significativamente o uso de máscaras de proteção facial pelos passageiros.

"Recomenda, também, que todos os resíduos sólidos gerados pelo serviço de bordo sejam recolhidos o mais breve possível, sendo que especial atenção deve ser dada aos objetos que possam ter tido contato direto ou indireto com a boca do viajante, como copos, pratos, garfos e outros", disse a Anvisa, em nota.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário