Concentração da Covid aumenta nos esgotos de quatro capitais do Brasil

Foto: Divulgação

Um novo aumento nos casos de Covid entre a população também se reflete nas redes de esgoto das cidades. A Agência Nacional de Águas (ANA) tem monitorado e acompanhado as cargas virais e concentrações do vírus no esgoto de seis capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife e Rio de Janeiro. Dessas, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Fortaleza apresentaram aumento da presença do vírus.

A ANA considera importante esse monitoramento para o auxílio às autoridades locais de saúde na tomada de decisões relacionadas à manutenção ou flexibilização das medidas de controle para a disseminação da Covid-19. 

Além disso, avalia a agência, esses dados também podem fornecer alertas precoces dos riscos de aumento de incidência do vírus de forma regionalizada.
“Com os estudos, o grupo pretende identificar tendências e alterações na ocorrência do vírus no esgoto das diferentes regiões monitoradas, o que pode ajudar a entender a dinâmica de circulação do vírus. Outra linha de atuação é o mapeamento do esgoto para identificar áreas com maior incidência da doença e usar os dados obtidos como uma ferramenta de alerta precoce para novos surtos, por exemplo”, afirmou a ANA.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário