Suposto advogado é preso em Salvador por crimes de estelionato e falsificação de documentos


O Ministério Público estadual cumpriu na manhã da segunda-feira (30), no bairro de Patamares, em Salvador, um mandado de prisão e de busca e apreensão de um suposto advogado. Ele está sendo investigado por crimes de estelionato, falsificação de documentos e exploração de prestígio. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal de Campo Formoso.

O suposto advogado, que exercia atividades cartorárias em um escritório, teria se aproveitado do acesso às informações para cometer fraudes contra a vítima, com cobranças indevidas por meio do uso de documentos falsos, bem como solicitando valores sob o pretexto de influir em decisões judiciais. 

Nesse esquema, o investigado teria solicitado à vítima o pagamento de R$ 50 mil, utilizando um falso documento de pix. Já os estelionatos consistiriam na cobrança de valores falsamente devidos, a título de tributos e demais despesas processuais. No total, a vítima devia pouco mais de R$ 5 mil a título de taxas e outras despesas decorrentes de processos judiciais, sendo que o investigado teria realizado cobranças que ultrapassariam R$ 100 mil, por meio de documentos falsos.


*Metro1/Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário