Mulher dança no TikTok pra comemorar processo trabalhista e acaba perdendo indenização

Foto: Reprodução

A Justiça do Trabalho em São Paulo anulou dois depoimentos em um processo trabalhista depois da publicação de um vídeo no TikTok sobre a ação. Nele, as duas testemunhas aparecem junto a autora, identificada por Esmeralda Mello, comemorando uma decisão favorável.

A 8ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região manteve, na íntegra, a decisão do juiz de primeiro grau. O entendimento da desembargadora Silvia Almeida Prado Andreoni foi de que a atitude foi “jocosa e desnecessária contra a empresa e, ainda, contra a própria Justiça do Trabalho”.

Na legenda do vídeo, ela escreveu: "Eu e minhas amigas indo processar a empresa tóxica". Os juízes responsáveis pela causa analisaram que as testemunhas levadas por Esmeralda tinham relação de amizade íntima, fato que foi omitido durante as audiências.
De acordo com o TRT, as três também precisam pagar multa de 2% sobre o valor atribuído à causa para cada uma, em favor da empresa.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário