Polícia Federal investiga tentativa de golpe com uso de nomes do MPT-BA

Foto: Reprodução

A Polícia Federal vai investigar uma tentativa de golpe utilizando o nome de procuradores e servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT). Na última sexta-feira (29), o órgão recebeu denúncias de vítimas que relataram pedidos de dinheiro de pessoas que se passavam por membros do MPT. Os casos aconteceram em Feira de Santana. 

O MPT reuniu todo o material e encaminhou por meio de ofício à Polícia Federal, com solicitação de apuração do golpe. Ainda não há registro de que alguém tenha repassado dinheiro para os golpistas, mas o caso segue sendo investigado. 
 
Outras tentativas semelhantes já haviam sido registradas envolvendo o nome da instituição, mas esta é a primeira vez que ocorre na Bahia. Os diretores de sindicatos contatados pelos golpistas foram orientados a prestar queixa na Polícia Civil local e apresentar ao MPT cópia dos boletins de ocorrência para serem também remetidos à Polícia Federal.O MPT reforça que seus membros não fazem pedidos de pagamentos ou de repasses de valores para realização de operações e de forças-tarefas de combate ao trabalho escravo ou para quaisquer outras atividades funcionais da instituição. Também não emite boletos ou faz cobranças relativas à participação, junto ao órgão, de sindicatos como porta-vozes das categorias de trabalhadores. Caso haja alguma situação dessa, o MPT orienta a possível vítima a contatar o MPT imediatamente para receber orientação sobre como proceder para identificar os golpistas.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário