Asteroide "potencialmente perigoso" passará próximo à Terra em novembro

(Reprodução)

Um asteroide considerado "potencialmente perigoso" pela NASA passará próximo à Terra na próxima terça-feira, 1º de novembro. O objeto, de até 740 metros de extensão, chega a ser pouco mais de 27 vezes maior do que a estátua de Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, no Ceará.

O corpo celeste irá se aproximar da Terra ao ponto de ser visto por telescópios amadores. Ainda assim, de acordo com projeções da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (NASA), não há riscos reais de colisão com a Terra.

O asteroide passará a uma distância estimada de aproximadamente 2,3 milhões de km. A longitude é avaliada como "pequena" do ponto de vista  astronômico e por isso a NASA considera que a rocha espacial ficará "próxima" do Planeta.  

O que chama a atenção dos estudiosos e amadores é justamente o fato de não ser comum um objeto espacial desse tamanho se aproximar tanto do nosso planeta.

O corpo celeste, batizado com a sigla 2022 RM4, foi encontrado inicialmente pelo observatório Pan Starrs 2, do Havaí, em setembro de 2022 e tem despertado o interesse da comunidade científica.

O entusiasmo aumentou quando o físico astrônomo amador Tony Dunn divulgou em seu perfil no Twitter, uma simulação com a trajetória do asteroide.

Entretanto, não há uma precisão exata sobre o tamanho real do corpo rochoso, e apesar de estimativas divulgada pela Agência Espacial Europeia (ESA) ser de 400 metros, é possível que o RM4 tenha até 740 metros.

A efeito de comparação, o Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro tem 391 metros, o que faz com que o asteroide tenha o dobro do tamanho de um dos morros mais famosos do Brasil.

"Ele vai ter um brilho com uma magnitude de 14,3, tranquilamente dentro do alcance de telescópios de quintal", escreveu Dunn no Twitter.

*Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário