Ministério da Defesa diz ao TSE que segue regras para fiscalização

Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE

Ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Ministério da Defesa disse nesta última quarta-feira (19) que está seguindo as regras para a fiscalização determinadas pelo tribunal. A pasta ainda garantiu que, depois do segundo turno, vai apresentar um relatório sobre todo o trabalho de monitoramento e que nenhum documento de avaliação sobre o sistema eleitoral foi enviado a candidatos até o momento.

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, havia solicitado essas informações do Ministério, porque analisa uma ação do partido Rede Sustentabilidade que questiona a atuação do Ministério da Defesa na realização de uma suposta auditoria do sistema eleitoral. Moraes tinha dado 48 horas para a pasta entregar suposta auditoria das urnas. 

Os militares, no documento, sustentam que não é possível entregar relatório parcial ao TSE. "Ainda, ressalta-se que as ações de fiscalização vêm sendo executadas de acordo com os acessos disponibilizados pela Justiça Eleitoral. Diante do exposto, a emissão de um relatório parcial, baseado em fragmentos de informação, pode resultar-se inconsistente com as conclusões finais do trabalho, razão pela qual não foi emitido", justificou.

*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário