Covid: Anvisa analisa uso de novas vacinas como reforço para crianças de 5 a 11 anos

Foto: Reprodução/Gabriel Borges

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avalia o uso das novas vacinas contra a Covid-19 da Pfizer, projetadas para ampliar a proteção contra a variante Ômicron, como um reforço para crianças de 5 a 11. 

Além disso, a farmacêutica pretende submeter em breve um pedido para que as novas aplicações recebam o sinal verde também para bebês a partir de 6 meses.

O uso emergencial na faixa etária de 5 a 11 anos foi solicitado pela Pfizer no último dia 29, uma semana depois de a Anvisa autorizar a nova aplicação para todos a partir de 12 anos. 
As chamadas vacinas bivalentes são versões atualizadas dos imunizantes aplicados hoje. 

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário