Pessoas que adquiriram vício em redes sociais processam 'gigantes da tecnologia' nos EUA

Foto: Divulgação

Centenas de famílias dos Estados Unidos estão processando quatro das maiores empresas de tecnologia do mundo. Segundo elas, conscientemente elas expõem crianças a conteúdos e produtos prejudiciais.

O processo contra a Meta — empresa proprietária de Facebook, Instagram, TikTok, Google e Snap Inc. (dona do Snapchat) — é um dos maiores já movidos no Vale do Silício. Os autores da ação judicial incluem famílias comuns e distritos escolares de várias partes dos Estados Unidos, que alegam que as plataformas são prejudiciais de forma intencional.

As empresas afirmam que as alegações que constam no processo, inclusive contendo casos de repercussão como o da adolescente britânica Molly Russell, de 14 anos, que cometeu suicídio, não são verdadeiras e que pretendem se defender vigorosamente.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário