Homem admite ter estuprado, matado e escondido corpo de prima de 4 anos; vizinhos lincham suspeito

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Preso por policiais civis no último final de semana, Reynaldo Rocha Nascimento confessou, em depoimento, ter estuprado e matado sua prima de 4 anos, Kemilly Hadassa Silva. A menina havia sido dada como desaparecida no sábado (9), após ter sumido da casa em que estava, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro.

O homem foi identificado pelas autoridades após ter sido agredido por vizinhos, que presenciaram o momento em que as autoridades encontraram a menina morta. Ao ser levado à delegacia, Reynaldo confessou o crime e contou que escondeu o corpo da vítima em um saco de ração na beira de um valão, próximo à casa dele. 

"Durante o sábado, os policiais estiveram lá no local, e acharam o suspeito. Ele negou o crime. Os PMs impediram que ele fosse linchado, já que os populares estavam enfurecidos. Na DH, ele confessou o crime e indicou o local do crime”, afirmou o delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Mauro Cezar Júnior.
Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito achou a vítima em casa, sem a supervisão de um adulto, apenas com os irmãos de 7 e 8 anos de idade. A mãe das crianças havia deixado elas sozinhas para ir a uma festa e quando retornou não viu a filha, por isso recorreu à corporação para pedir ajuda. Ela será investigada por abandono de incapaz.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário